Sindicato dos Médicos, Cooperativas Médicas se mobilizam contra redução de 30% no número de cirurgias eletivas em Belo Horizonte

O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais – Sinmed-MG entrou na luta contra a redução de 10% a 30% do número de cirurgias eletivas divulgada pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. Participam do movimento as cooperativas SantaCoopBH - Cooperativa de Trabalho Médico (Santa Casa de Belo Horizonte), ConCoop - Cooperativa Médica e de Especialidades Afins (Hospital São Francisco) e a CoopUni - Cooperativa de Clínicas Médicas Cirúrgica Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais (Hospital São José) para somar força contra a ação da PBH. As entidades temem pelos graves prejuízos que a redução do volume de cirurgias trará para população e para o atendimento médico, visto que 24 mil pessoas aguardam por cirurgias eletivas e que esses hospitais fazem parte do projeto do governo federal 100% SUS (projeto no qual os hospitais realizam atendimentos unicamente ao Sistema Único de Saúde).

Entre outras ações, o Sinmed-MG e as Cooperativas programaram para o dia 10 de agosto de 2016, às 8 horas, mobilizações nas portarias principais dos hospitais: Santa Casa, São Francisco e São José. O objetivo é chamar atenção do governo para a insatisfação da população e do corpo clínico dessas Unidades, tanto no que diz respeito ao reflexo negativo para os pacientes que estão há bastante tempo nas filas de espera por atendimento, como também pela redução dos atendimentos das cirurgias eletivas.

Redução começou no dia 15 de julho

Procedimentos eletivos são aqueles que não se reveste das características de urgência ou emergência, ou seja, quando não está sob o risco de morte imediato ou sofrimento intenso.

A mudança na revisão do pacto hospitalar e da estratégia de cirurgias eletivas começou no dia 15 de julho de 2016 e afetará mais de 6 mil pessoas. A definição da Prefeitura de Belo Horizonte foi comunicada durante reunião realizada no dia 05.07, na Secretaria Municipal de Saúde, à direção dos hospitais da capital, que prestam atendimento aos pacientes do SUS.

De acordo com a PBH a redução tem o objetivo de reorganizar a rede prestadora para a realização de cirurgias eletivas, dentro do limite de recursos existente priorizando pacientes da capital. Com a mudança, a Prefeitura informou que atenderá aos casos de pacientes do interior, desde que haja um aporte financeiro do seu município de origem. A PBH ainda fez uma projeção de 33.096 para o número de atendimentos eletivos em 2016. Uma redução de quase 23% em comparação com o ano de 2013, quando o número de cirurgias chegou a 42.751.

Endereço dos hospitais onde haverá manifestação

-Santa Casa de Belo Horizonte

Avenida Francisco Sales, 1.111 Santa Efigênia – BH – MG Cep: 30150-221

-Hospital São Francisco de Assis

Rua Itamaracá, 535 Concórdia – BH – MG Cep: 31110-580

-Hospital Universitário São José

Rua dos Aimorés, 2896 Santo Agostinho – BH – MG Cep: 30140-073