CNE aprova teste para validar diploma de Cuba

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou um projeto piloto para validação de diplomas estrangeiros de Medicina, com foco específico para os brasileiros formados pela Escola Latino-Americana de Medicina (Elam), em Cuba.      No projeto, 227 alunos da Elam farão uma prova, teórica e prática, preparada por universidades federais, que servirá mais tarde para a construção de um modelo de validação de diplomas de outros países, não apenas de Cuba.      O piloto prevê que as universidades brasileiras façam um convênio com a Elam para construir uma matriz de avaliação. Depois disso, as instituições irão preparar uma prova escrita e um teste de "habilidades clínicas" para serem feitos pelos estudantes.      O Conselho Federal de Medicina espera que o CNE normalize o Projeto o mais rápido, pois defende uma avaliação unificada para todos os casos de formandos em outros países. “Todo médico é bem vindo desde que comprove sua qualidade. Não é uma questão com o ensino cubano, e sim com o diploma estrangeiro. Quem for bom tem o direito de exercer a profissão. Mas é necessário revalidar o diploma assim como em qualquer outro país”, afirmou o presidente do CFM, Edson de Oliveira Andrade.   Fonte: Portal Médico 27/08/2008