Crise Mundial faz governo bloquear 4,5% da saúde

 

Diante da crise, o governo Lula anunciou o bloqueio de R$ 37,2 bilhões no Orçamento deste ano - 25% das despesas previstas. Na Saúde, o limite de gastos de custeio caiu de R$ 44,7 bilhões para R$ 42,7 bilhões (4,5%).       O chamado "corte preventivo" reduz em R$ 14,7 bilhões, ou 30,5%, os gastos com investimentos, mas o governo disse que o Programa de Aceleração do Crescimento está preservado. O bloqueio, o maior dos últimos anos, pode ser revisto em março, quando se espera uma avaliação mais precisa da arrecadação. O presidente Lula disse que o Orçamento será olhado com responsabilidade: "Vamos gastar apenas aquilo que podemos gastar”.      Fonte: Portal Médico – 28/01/2009