Sindicato quer apuração rigorosa do caso do médico algemado e preso por policiais no Mato Grosso

 

A prisão de um médico que atende no SAMU por policiais militares de Cuiabá levou o sindicato dos Médicos do Mato Grosso a solicitar a intervenção da Fenam junto ao Ministério da Saúde, no sentido de apurar os fatos com rigor. No dia 13 de janeiro, o médico Vinicius Gonçalves de Almeida foi algemado e preso por policiais sob a acusação de omissão de socorro, depois de atender a um usuário que havia sido atacado por um cão.   O presidente do sindicato, Luiz Carlos Alvarenga, divulgou nesta quarta-feira ,18, nota de protesto garantindo que o médico agiu dentro do estabelecido na ética e seguiu todas as normas e protocolos estabelecidos pela portaria pelo governo no que diz respeito ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência.   Em entrevista à jornalista Denise Teixeira, Alvarenga disse que tipo de providência o sindicato está tomando no sentido de inocentar o médico e relata o que realmente aconteceu na rádio FENAM.   Fonte: Portal Fenam – 19/02/2009