Após reunião com Ministério Público e Defensoria Pública, Prefeitura de Belo Horizonte se compromete a efetivar melhorias e ampliar o número de pediatras nas UPA’s

Nesta quarta-feira, 15 de maio, o presidente do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG), Fernando Mendonça, reuniu-se com o promotor Nélio Costa Dutra, da Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde; secretário de saúde de BH, Jackson Machado, para tratar da situação dos atendimentos da Urgência e o caos nas UPAS.

A reunião, que aconteceu na Secretaria Municipal de Saúde de BH, contou também com a participação do defensor público e coordenador da Defensoria Especializada da Saúde da Defensoria Pública de Minas Gerais, Bruno Barcala; representantes da Procuradoria Geral do município de BH; Taciana Malheiros Lima Carvalho, secretária municipal Adjunta de Saúde; Fernanda Siqueira, subsecretária de Gestão de Pessoas; André Luiz de Menezes, gerente da Rede Complementar; Alex Sander Sena Peres, gerente de Urgência e Emergência.

Fernando Mendonça reforçou a situação de calamidade na urgência documentada com depoimentos de pediatras que trabalham na Urgência e imagens divulgadas na mídia, que justificam a necessidade urgente de melhorias por parte da gestão e o apoio incondicional do Ministério Público e Defensoria Pública.

Ao final da reunião, a PBH sinalizou propostas de melhorias para o atendimento na urgência, para solucionar os problemas relativos à falta de estrutura, materiais e medicamentos. A Prefeitura se comprometeu a garantir reposição de recursos humanos nas escalas das UPA’s, além de ampliar o número de pediatras para três por plantão de 12 horas nas Unidades de Pronto Atendimento, que atualmente contam com apenas dois (Leste, Nordeste e Pampulha).

O secretário de saúde disse também que, em relação às demais unidades de saúde, a Prefeitura também fará reposição de profissionais sempre que houver necessidade com o objetivo de garantir equipes completas e evitar problemas no atendimento à população.

O presidente do Sinmed-MG, Fernando Mendonça, avalia que a reunião foi positiva e que o apoio do Ministério Público e Defensoria foram essenciais para que a realidade caótica da saúde em BH fosse apresentada de maneira clara e simples. Além disso, o comprometimento da gestão com as reivindicações do sindicato e da categoria é o primeiro passo para que haja efetivas melhorias na urgência e demais áreas da saúde pública da capital.

A prefeitura informou ainda que realizará novo concurso público e até que possa nomear os novos profissionais está contratando, especialmente pediatras, por meio do envio de currículos para selecao.nasf@pbh.gov.br

O Sinmed-MG entende que é positivo o aumento de profissionais, com as contratações de médicos e espera que a categoria possa completar as ofertas de trabalho oferecidas pela prefeitura.

 

 Sinmed-MG, 16 de maio de 2019.

 

 

Rosângela Fernandes Costa - jornalista sênior - MTB 11320/MG