Assembléia decide manter movimento no HPS João XXIII

15/04/2009

 

  Médicos do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, reunidos em assembléia no dia 7 de abril, decidiram suspender as paralisações, mas continuar com as pressões de ordem interna. A decisão da categoria atende parcialmente a proposta do governo para a retomada das negociações referentes ao reajuste do vencimento básico.   Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG), Cristiano da Matta Machado, a decisão aprovada pela categoria requer muita responsabilidade e ética. “Precisamos entender que, daqui para frente, os médicos do HPS precisam se unir ainda mais em favor da campanha, sem causar prejuízos à sociedade e ao mesmo tempo pressionando o governo para uma resposta positiva”, destaca.   Em ofício encaminhado ao sindicato, na mesma data da assembléia (7), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) propuseram uma reunião para o próximo dia 16 com a Comissão de Negociação Salarial. Na data, diretores do Sinmed-MG e representantes da comissão, juntamente com os gestores, vão iniciar o cronograma de trabalhos que visa melhorar o salário básico dos médicos da urgência e emergência. “Esperamos que o governo tenha uma resposta positiva para as negociações com a categoria”, ressalta Matta Machado.   No dia 22 de abril, os médicos do HPS João XXIII voltam a se reunir em assembléia para avaliar os resultados da reunião com os gestores e deliberar as próximas ações do movimento reivindicatório.     Fonte: Assessoria de Comunicação do Sinmed-MG – 14/04/2009