Médicos do HPS João XXIII podem voltar às atividades normais

24/04/2009

Decisão da categoria depende de agendamento de reunião entre gestorese comissão de negociação salarial do hospital

 
Rosângela Costa 

  Reunidos em assembléia no dia 22 de abril, os médicos do HPS João XXIII decidiram os rumos do movimento que há sete meses está unindo a categoria na luta por uma remuneração digna e condições de trabalho adequadas.   A categoria deliberou, por unanimidade, manter a suspensão das paralisações e voltar às atividades normais no HPS desde que os representantes da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) marquem uma reunião com a Comissão de Negociação Salarial até a próxima quarta-feira, 29 de abril.   O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG) comunicou oficialmente a decisão para os gestores, mas até o momento não recebeu a resposta que será decisiva para o movimento. Se a reunião não acontecer até o prazo estabelecido os profissionais vão continuar com as pressões internas – não preenchimento da folha de pedido de exames de alto custo; AIHs; folha de sala e de materiais gastos; além de não carimbar documentos médicos como altas, pedidos de exames, entre outros – e podem, inclusive, retomar as paralisações.   Os médicos do HPS João XXIII decidiram, ainda, apresentar outras reivindicações essenciais para o movimento tais como a garantia da normalização do pagamento dos abonos aos médicos que não estão recebendo o benefício no contra-cheque; e a realização de reuniões semanais entre a Comissão de Negociação Salarial e os gestores para finalizar uma proposta concreta para a categoria.   “A decisão dos médicos do HPS João XXIII demonstra, cada vez mais, que o movimento tem maturidade, força e organização. Nossas ações não acarretaram prejuízos ao atendimento à população e conseguimos alertar os gestores para as reivindicações da categoria”, afirma o presidente do Sinmed-MG, Cristiano da Matta Machado.   Promotora de Defesa da Saúde diz que vai intermediar as negociações no hospital   O Sinmed-MG e representantes da Comissão de Negociação Salarial do HPS João XXIII reuniram-se no dia 17 de abril com a promotora de Defesa da Saúde, Giovanna Araújo da Cruz, para levar ao conhecimento do Ministério Público os problemas enfrentados pelos médicos e as reivindicações da categoria. Cristiano da Matta Machado relatou que, desde outubro de 2008, os médicos do hospital estão tentando negociar com os gestores para obter uma proposta concreta. “Nosso objetivo tem sido sensibilizá-los, mostrando que as condições de trabalho e salário estão precárias e desestimulam os profissionais do HPS João XXIII”, destaca.   Giovanna informou que o MP vai intermediar as negociações entre os gestores e médicos do HPS João XXIII. “Nosso intuito é balizar essa interlocução visando um atendimento médico de qualidade à população e a satisfação dos profissionais do hospital. Por isso, queremos propostas fundamentadas e documentadas, com datas definidas para o acordo com a categoria”, afirma.   Fonte: Assessoria de Comunicação Sinmed-MG - 24/04/2009