Contagem: em reunião com o Sinmed-MG, prefeito destaca que a paralisação da categoria foi um recado forte para a retomada do diálogo

27/03/2019

Em continuidade à luta pelas reivindicações dos médicos de Contagem, na manhã desta quarta-feira, 27 de março, o presidente do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG), Fernando Luiz de Mendonça e o diretor de Campanhas, Artur Oliveira Mendes, além de médicos do município participaram de reunião, hoje, às 10h, na Prefeitura, com o prefeito do município, Alex de Freitas, o secretário municipal de Saúde, Cleber de Faria Silva, e o secretário Adjunto de Administração, Luís André de Araújo Vasconcelos.

 Durante a reunião, eles discutiram a pauta de reivindicação da categoria deste ano e os pontos pendentes da campanha de 2018.

O prefeito destacou que a reivindicações dos médicos são justíssimas e históricas da categoria, que tem um papel importantíssimo no nosso sistema de Saúde. Além disso, ressaltou que a paralisação da categoria ontem, 26 de março, foi um recado forte. “Retomamos o diálogo, que havia sido prejudicado no final do ano passado em função da crise. Fiz questão de pedir desculpas. Vivemos momentos muito delicados, mas estamos saindo desta bolha e vamos viver dias melhores. Estou muito otimista de que vamos encontrar uma saída satisfatória para a Administração e para uma categoria tão importante”, destaca.

Ao final, ele se comprometeu a fazer o estudo dos impactos financeiros e dar uma resposta no dia 5, que antecede a próxima assembleia dos médicos.



Paralisação dos médicos de Contagem teve adesão de 85% da categoria

 Após a paralisação, que teve 85% de adesão da categoria, realizada ontem, 26 de março, os médicos se reuniram, na mesma data, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para decidir quais serão os próximos passos do movimento.

 Na ocasião, os médicos deliberam por uma nova Assembleia Geral, que será realizada, no dia 9 de abril, às 19h, no Sindicato. A categoria reivindica, entre outros pontos, um Plano de Carreiras para a categoria, incorporação dos abonos, reposição de perdas salariais e melhores condições de trabalho, entre outros.



 Sinmed-MG, 27 de março de 2019

 

jornalistas Graciele Pessoa / Rosângela Costa