Após reunião com governador do estado, Fernando Pimentel, Sinmed-MG destaca frustração e falta de comprometimento da gestão com os servidores

09/08/2018



Na manhã de quarta-feira, 8 de agosto, o diretor do Sinmed-MG, Jacó Lampert, participou de reunião convocada pelo governador Fernando Pimentel, com as entidades sindicais, para tratar da situação financeira do estado e a previdência.

Além do governador, participaram também o secretário de Planejamento, Helvécio Magalhães;o secretário da Fazenda, José Afonso Bicalho e s representantes de entidades sindicais de Minas Gerais.

A expectativa era de que o governo apresentasse uma proposta para regularizar a folha de pagamentos, com o fim do escalonamento, mas a frustração foi geral, já que não houve nenhuma solução por parte do governo que se restringiu em dizer que o estado está em situação caótica.

Os gestores afirmaram que uma das causas dos últimos atrasos dos salários foram bloqueios feitos pela União na conta do estado no Banco do Brasil. Além disso, conforme o Executivo estadual, a diferença entre o que é arrecadado atualmente para o pagamento dos aposentados em Minas e o valor da folha é de R$ 16,5 bilhões.

Quanto ao escalonamento da folha de pagamento, que teve início em fevereiro de 2016, e os constantes atrasos, não houve qualquer aceno de mudança ou melhoria para os próximos meses.

A proposta do governo, ao final da reunião, foi a criação de um comitê para divulgar para os servidores as informações da situação fiscal do estado, com a participação de sindicatos e servidores.

O Sinmed-MG destaca sua frustração com o governo de Minas Gerais que mais uma vez, não se compromete a mudar o cenário caótico do estado e nem ao menos propor um cronograma para recuperação da situação financeira do estado.


Sinmed-MG, 9 de agosto de 2018.

 

Rosângela Costa - jornalista sênior - MTB 11320/MG