Médicos do Estado, sem condições de trabalho e com salários parcelados, poderão entrar em greve

04/06/2018



 Os médicos vinculados ao Estado (Fhemig, Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e Hemominas) realizam nesta terça-feira, 5 de junho, assembleia geral e poderão decidir por greve.

A categoria, em movimento reivindicatório desde o segundo semestre de 2017, luta contra a falta de condições adequadas de trabalho nas unidades de saúde da Fhemig e Hemominas. Somado a isso, os médicos denunciam a falta de respeito do governo com o parcelamento dos salários desde 2016 e não cumprimento das reivindicações apresentadas à gestão.

A assembleia acontecerá no auditório do HPS João XXIII, a partir das 19h, com presença dos médicos do estado e diretoria do Sindicato dos Médicos de Minas Gerais.

 

Rosângela Costa - jornalista sênior - MTB 11320/MG